Após a segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões Asiática, o Shanghai SIPG apurou-se para as meias-finais da competição, num jogo bastante complicado para a equipa visitante.

O Shanghai SIPG perdeu por 5-1 na segunda-mão dos quartos de final da Liga dos Campeões Asiática, só se apurando após a marcação das grandes penalidades. Mesmo levando uma vantagem de quatro golos da primeira mão, a equipa de Shanghai quase desperdiçou a oportunidade de avançar na prova.

O treinador André Villas-Boas do Shanghai SIPG queixou-se bastante após o jogo, apontando acontecimentos bizarros que antecederam o jogo como justificação para a pobre exibição da sua equipa. A equipa de Shanghai irá defrontar o Urawa Red Diamonds nas meias-finais da competição.

GUANGZHOU EVERGRANDE 5 – 1 SHANGHAI SIPG*

A goleada acabou por não chegar ao Guangzhou Evergrande.

A equipa de Shanghai foi alvo de um autêntico massacre em Guangzhou. Alan e Ricardo Goulart estiveram em destaque na partida. Alan foi o autor de dois golos, enquanto Ricardo Goulart marcou três, tendo no entanto falhado a grande penalidade que ditou a eliminação da sua equipa.

O golo do Shanghai SIPG surgiu já no prolongamento a partir de um livre marcado de forma exímia por Hulk, quando a sua equipa já se encontra com apenas dez jogadores em campo. A equipa visitante acabou o jogo com nove jogadores em campo.

Golos: 21′ 35′ Alan (Guangzhou), 83′ 91′ 118′ Ricardo Goulart (Guangzhou), 110′ Hulk (Shanghai)

Fonte das imagens: AFC